Foto: Vantoen Pereira Jr.

NOÉLIA ALBUQUERQUE é atriz, fotojornalista e especialista em fotografia de cena para cinema.

Realizou fotografia still para diversos longa metragens nacionais e videodocumentários socioambientais. Graduada em Literatura com licenciatura plena, inicia uma pós-graduação em Literatura Infanto-juvenil pela  Universidad de Cuyo, Argentina. Utiliza sua formação lecionando fotografia em mais de dez municípios na região dos lagos do Rio de Janeiro, em comunidades Quilombolas no Maranhão e Indígenas no Ceará.

Com pós-graduação em Artes Cênicas e realizando o curso de extensão Universidade das Quebradas, na UFRJ, Noélia ministra cursos de fotografia de cena na Cinedia Cena Criativa, na Escola SESC do Ensino Médio, no Rio de Janeiro; e no Laboratório audiovisual realizado pelo Cineclube Mate com Angu e Fundação Vale, em Parauapebas, Pará, e atua como fotógrafa em diversas áreas sociais.

Integrante do elenco de clássicos como Dom Juan de Moliére e Hamlet de Shakespeare (Dona Elvira e Rainha Gertrudes) através da ONG ECOA (Equipe Cultural Olhos Abertos),apresentou a esquete autoral A princesa Volátil no Teatro Princesa Isabel, em Copacabana, no projeto Fábrica de Monólogos; fez a identidade visual do espetáculo Asas, vencedor de melhor espetáculo no Festival Cristão, em São Paulo, ambos sob a direção de Gabriel de Barros; integra o grupo Madalenas do Centro do Teatro do Oprimido no Rio de Janeiro; protagoniza o filme I Chi gatsu no kawa de Juliette Yu Min; no filme Alma Quebrada de Denise Kosta é diretora de  fotografia e personagem.

Participou da 4ª Maratona Fotográfica de Cabo Frio com a  Exposição Interiores onde esteve  ao lado de Vic Munizrealizada pela GI Produções Culturais. Em 2014 a exposição ocupou a galeria da Open University, em Milton Keynes, Inglaterra.

Em 2017, lança a "Fotografia Ubíqua" onde participa, com o Movimento Fotógrafas brasileiras, da exposição Primeira Pessoa do Singular e Jardim de imagens, no evento Paraty em Foco e , simultaneamente, expõe em Berlim "Marias do Brasil" e "Madalenas Rio" , imagens sobre grupos de Teatro das oprimidas no Festival Internacional Madalenas.

Idealizadora de projetos que visam democratizar espaços e olhares artísticos como o  Café com click e Cá entre clicks,promove eventos, neste seguimento, em parceria com a TV Hare.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now